sexta-feira, 20 de junho de 2008

ALTO PREÇO


Paguei um preço alto pelo amor que não tive.
Deixei no caminho minha esperança,
minha confiança, meu acreditar irrestrito.
Paguei o preço de amar sozinha.
Descobri que o tempo
não necessariamente cura,
nem ao menos ameniza,
mas esgota as possibilidades, cansa.
Paguei o preço em lágrimas,
em noites insones, em solidão
Fui tão fundo na minha dor
que tive medo de não encontrar
o caminho de volta.
Misturei loucura com razão
na tentativa de agarrar as lembranças.
Paguei o preço dos fracos
mesmo sendo forte.
Recusei a vida e as oportunidades,
até que não me restasse nada.
Paguei caro por ter oferecido amor
a quem sempre desejou tão pouco.
Cai e levantei inúmeras vezes,
fui adiante e voltei atrás depois.
Cedi meu espaço, cedi meus sonhos.
Até que percebi que nem isso
valeu como moeda de troca.
Recebi somente raiva, desprezo
e finalmente uma grande,
total, imensa indiferença.
Agora, estou tirando da minha vida
o pouco que resta da tua presença
Se por isso vou ter que pagar o preço
Nem me importa mais.
TUDO que quero é esquecer
que um dia o TUDO que eu quis
foi caminhar de mãos dadas com você
em busca dessa tal felicidade...
By Inez Sodré - 21/05/2008
Postar um comentário