segunda-feira, 5 de maio de 2008

SIMPLESMENTE VIDA



Quando você acreditar que é o fim de tudo, quando não te restar mais esperanças.
Quando você aceitar a derrota e não souber por onde começar, quando todos te disserem que é o fim, que você acabou.
Quando as portas se fecharem na sua cara, quando os amigos sumirem.
Quando o amor partir e deixar um rombo no seu coração, quando as dívidas forem maiores que a sua capacidade de pagar.
Quando te faltar chão, o ar sumir, a vista escurecer, quando o medo for mais forte que a razão.
Quando tudo for apenas uma saudade, lembre-se da vida, lembre-se dos milagres que acontecem a cada dia, a força do sol com seu esplendor, o Christopher Reeve na cadeira de rodas mexendo um dedo, a força da chuva trazendo vida às sementes.
O Lars Grael recomeçando com uma perna só. A beleza das flores que se abrem para o dia, a luta do Gerson Brener para falar, a sensibilidade do canto dos pássaros, a resistência de Mandella nos quase 30 anos de prisão.
Pense no equílibrio dos mares, na reconstrução e na emoção do Herbert Viana, pense na grandeza das florestas, e por fim, pense em Jesus, que até no último suspiro lembrou-se de você e pediu:
- Pai, perdoai-os, eles não sabem o que fazem.
Recomece a cada segundo, a cada minuto reconstrói os teus pensamentos, dirige-os para a luz, pois é assim que se constrói a verdadeira felicidade.

**Paulo Roberto Gaefke**

(Presente da Mey - Alvinlândia - SP)

Postar um comentário