quinta-feira, 19 de julho de 2012

HOMENS DE LENÇO

*autoria: Aldiana Doudement - PE

Onde estão os homens de lenço e a leveza de sua mão estendida???
Sempre dispostos a secar a face de uma mulher quando via
Um sentimento que escorria com gosto de água salgada
Homens finos,sempre elegantes, quase sempre usavam gravatas.

Homens que tinham sorriso terno e
Versos que de tão belos viravam melodia.
Com o perfume de seu lenço tocavam
Não só a face como a alma feminina..

Onde andam os homens de lenço
Que com passos firmes caminhavam pela vida?
Quase sempre eram discretos amantes,
Embalados por canções românticas de uma
Pureza infinita.

A dama que tivesse seu pranto secado por
Um desses lenços perfumados, se sentia
Totalmente seduzida por esse gesto de
Encanto, onde o amor é romântico
Jamais tratado com desdém ou ironia

Voltem, homens de lenço!
Queremos todo sentimento
Que o seu encanto trazia
Devolvendo ao mundo princesas de conto de fadas,
Cavalheiros envolventes que fazem novo o desejo de fantasias....

Postar um comentário