quarta-feira, 3 de agosto de 2011

PALAVRA MUDA - Soni@ Pallone


"...Dói tanto saber
Que este silêncio tolo que se arrasta comigo
Cresce no dia a dia,
Me envolve, assombra e arrepia
Dança, embebeda e nem assim
me serve de consolo...

Dói-me saber
que esta palavra muda
Que escorrega tranquila na garganta,
Provoca, fere e me espanta o interior...
Remexe, brinca e não resolve,
nada muda...

Dói-me saber enfim
Que amordaçada, a boca se reprime
E acorrentados,
os pés e mãos de gestos descontentes
Desistem da luta,
Adormecem,
E eu fico com a minha dor
sem saber de nada..."
Veja outras postagens:
Postar um comentário