quarta-feira, 3 de agosto de 2011

A ARTE DA FELICIDADE - Willian



"Os ingredientes da felicidade são tão simples que podem ser contados nos dedos da mão.
Antes de mais nada, a felicidade deve ser compartilhada. O egoísmo é seu inimigo;
fazer feliz a outra pessoa é fazer feliz a si mesmo. A felicidade é silenciosa. Raras
vezes nos encontramos com ela em grandes aglomerações. Pode-se obtê-la com
mais facilidade em momentos de solidão e reflexão. Ela vem de dentro, e descansa
com mais segurança na bondade simples e uma clara consciência
.
A religião pode não ser essencial para consegui-la, mas não se sabe de
ninguém que a tenha alcançada sem uma filosofia baseada em princípios
éticos.

Não pode ser comprada. Na verdade, o dinheiro, por estranho que pareça, pouco tem
a ver com ela.
As pessoas não são felizes a menos que estejam razoavelmente satisfeitas
consigo próprias, de modo que a busca da tranqüilidade deve começar
necessariamente por um exame de consciência. Muitas vezes não ficaremos felizes
com o que encontrarmos nessa busca. Temos tanto para fazer, e tão pouco feito!

Mesmo assim, desta severa auto-análise depende a descoberta das qualidades que
tornam únicas todas as pessoas, e cujo desenvolvimento é a única forma de ser feliz..
Postar um comentário