domingo, 18 de maio de 2014

SOBRE A SAUDADE

1
A saudade é este vazio
que a vida, ao partir, deixou;
rio seco, que foi rio,
porque a água já secou...

2
A saudade, intimamente,
devagarzinho nos rói;
é uma emoção diferente,
como uma dor que não dói.

3
A saudade me atormenta
e pesa como uma cruz,
- é como a sombra que aumenta
quanto mais se afasta da luz...

4
A vida passa e a saudade
passa a ser a vida ausente,
- é uma vaga claridade
de um clarão de antigamente...

5
Ah, saudade se te pego
me vingo sem compaixão:
dou-te esta cruz que carrego
sozinho, no coração!

6
Definir a eternidade
é fácil, já a defini:
é o instante de saudade
e eu vivo longe de ti.

7
Entre as folhas da lembrança
encontrei, de uma outra idade,
a verde flor da esperança
amarela... de saudade...

8
Fere aos poucos: mansa fera...
Maltrata... mas não destrói.
Saudade é dor que ainda espera,
é uma esperança que dói...

9
Já não há chamas... A vida
é invisível combustão...
Saudade: brasa escondida
queimando no coração...
10
Longe o amor, quem pode amar?
Tudo é inquietude, aflição...
A saudade é falta de ar
asfixiando o coração...

11
Louco, aumento esta saudade
aqui sozinho, a sofrer,
só pra poder ter vontade
de voltar para te ver.

12
Misto de pranto e alegria,
sol e chuva, sonho e dor,
a saudade é o sol num dia
de chuva, no nosso amor...

13
Nesse jardim de surpresas,
que foi o amor que me deste,
as violetas são tristezas,
minha saudade, um cipreste.

14
No peito dos marinheiros
nasceu , cresceu, emigrou...
Mas nos porões dos "negreiros"
foi que a saudade... chorou!

15
O tempo tudo desbasta
mas nem a tudo desfaz:
a saudade não se gasta
com o tempo aumenta mais!

16
Ontem, de amor tu morrias...
Hoje, já te sentes farta...
A saudades que sentias
só mata... no fim de carta...

17
Partiu com sonhos de glória!
Ficou com a dor e a tristeza!
Eis afinal toda a história
da saudade portuguesa!

18
Persistente e fina dor,
sombra da felicidade,
ânsia e gemido de amor,
lembrança e espera... Saudade.

19
Por meu coração já frio
uma saudade ainda passa:
- lembra apagado pavio
onde a restos de fumaça...

20
Quando estas longe, querida,
na minha angústia sem fim,
saudade é o nome da vida
que morre dentro de mim...

21
Saudade boa é a que existe
na espera... que há de chegar...
Mas há uma saudade triste
que fica sempre a esperar...

22
Saudade é amor que se sente
no coração inseguro:
é amor passado, presente,
que ainda espera ter futuro...

23
Saudade é fidelidade !
e eis como a imagem se explica:
partem o amor, a amizade,
todos partem... ela fica.

24
Saudade é permanência,
algo de amor que ficou,
que, mesmo longe, na ausência,
só partiu... não se ausentou...

25
Saudade, - estranha ilusão,
que a solidão recompensa,
presença no coração
maior que a própria presença...

26
Saudade: enigma cruciante
que talvez se explique assim:
_ quanto mais te sei distante
mais te sinto junto a mim...

27
Saudade: amor, na lembrança
de quem ficou a esperar.
É uma dor difusa e mansa
que faz sofrer... e sonhar...


28
Saudade: fruto acre-doce,
vem da flor do amor que cai...
Se calor: acidulou-se...
- só dá quando o sol se vai...

29
Sem amor quem pode amar ?
Tudo é inquietude, aflição...
A saudade é falta de ar
asfixiando o coração.

30
Sempre fiel e verdadeira
vigia de nossa dor,
ó saudade, companheira
dos solitários do amor...

31
Sentir saudade, não é
ser infeliz, - pensa bem,
- mais infeliz é quem nunca
sentiu saudades de alguém

32
Vaga do mar sem espuma
ramo verde, sem botão;
noite sem lua, de bruma;
saudade no coração.

33
Vaga em vai-vem, dolorida
a rolar dentro de nós:
Saudade: vida sem vida,
canto ou soluça, sem voz...

34
Vi teu retrato, - revivo
um velho amor que foi meu...
A saudade é um negativo
de foto que se perdeu...



( Poema de JG de Araujo Jorge extraído do livro
"Os Mais Belos Poemas Que O Amor Inspirou"
Vol. IV - 1a edição 1965 )
Postar um comentário