sábado, 2 de abril de 2011

AGORA E SEMPRE


Eu não posso descrever você exatamente,
sequer sei o dia do seu aniversário,
não colhi a luz do seu olhar e
nunca pude sorrir o seu sorriso ... .
Não segurei as suas mãos nas minhas
nem misturamos nossas ternuras num abraço,
não conheço os traços da emoção que marcam o seu rosto,
nem sei quando brotam seus suspiros
ou por qual razão erguem-se os arcos das suas sobrancelhas ...
Entretanto, eu sinto e sei que nós nos conhecemos,
percebo as suas digitais marcadas sob a pele,
encontro suas marcas dentro do meu peito,
vejo emoções em desalinho, sobressalto de afeições inesperadas,
surpreendo-me a brincar com os raios de sol
desenhando alegrias num final de tarde ...
Sei que em tudo há você,
em tudo que não se vê,
na sutileza lilás que colore o anoitecer,
num beijo de brisa que anuncia estrelas recém-nascidas
dentro de nós ...
Será Amor ?
Talvez,
Não quero perguntar. Não quero responder.
Quero apenas que o tempo seja um templo
a celebrar essa magia singular,
essa certeza de saber que há
alguém capaz de me fazer sonhar...
Que o Agora seja o Sempre que buscamos,
e que isso nos baste, é o que eu desejo.
— Deus abençoe seus caminhos!
Obrigada por existir!

© Melliss - 11/07/06 - 20:22h
Postar um comentário