sábado, 1 de novembro de 2008

PROCURANDO O AMOR


 Onde andas tu, Amor?
Que me deixaste sozinho
Já suportei a dor
Mas necessito de carinho

 Nunca pensei ser assim, Amor!
Um sem número de turbilhões
Lembro-me de todo o teu calor
Que agora só sinto em recordações

 Quero muito voltar a sentir-te, Amor!
A provar todos os teus sabores
Quero sentir todo aquele tremor
E voltar a ter desejos tentadores

 Eu sei que virás um dia, Amor
No corpo de uma mulher
Talvez esteja a ser sonhador
Mas é amor o eu quero viver!
Postar um comentário